TrueClinic dá prémios de desempenho aos seus colaboradores

TrueClinic dá prémios de desempenho aos seus colaboradores

Com faturação anual a ultrapassar os 5 milhões de euros pelo segundo ano consecutivo, a TrueClinic atribuiu prémios de desempenho na ordem dos dois salários aos seus colaboradores pelo bom desempenho.

Em 2018, o volume de vendas em território nacional foi de aproximadamente 5,1 milhões de euros, mantendo uma estabilização do seu volume de negócio, num ano de forte investimento.

Mesmo em momento de instabilidade económica, a TrueClinic reconhece o esforço da sua equipa e distribui prémios de desempenho. Depois de atingir resultados líquidos superiores a 450 mil euros em 2019 (mais 31% que em 2018) e uma faturação acima dos 5 milhões de euros, Miguel Gouveia de Brito, presidente do Conselho de Administração da TrueClinic, anunciou que serão distribuídos prémios aos trabalhadores, sejam eles quadros da empresa ou recibos verdes.

“As nossas conquistas são reflexo do trabalho de uma equipa unida e dedicada. A TrueClinic sempre apostou nos incentivos aos colaboradores. Saber reconhecer o esforço de todos e agradecer a cada um em particular, ajuda-nos a crescer como organização e como equipa.” Reforça Miguel Gouveia de Brito, presidente do Conselho de Administração.

Com apenas 7 anos de existência e já distinguida como PME líder em 2019, a TrueClinic continua a crescer e a apresentar resultados acima da média. Em 2018, a TrueClinic fechou o exercício com uma faturação de 5,5 milhões de euros, mais cerca de um milhão do que em 2017.

Em 2019 os números continuaram a crescer, permitindo a empresa realizar um elevado investimento de mais de 700 mil euros em novas instalações e melhoria das condições de trabalho.

A TrueClinic é responsável pela gestão da sinistralidade desportiva de mais de 200 mil atletas nacionais e pela gestão de acidentes de trabalho de mais de 115 mil trabalhadores. Faz a gestão de todo o processo clínico de um sinistrado ou doente, desde o diagnóstico até ao tratamento e alta do paciente, dispondo de uma equipa multidisciplinar em áreas como a ortopedia, cirurgia, fisiatra, medicina desportiva, anestesiologia e avaliação de dano.

Para 2020/2021 prevê-se um crescimento da atividade global, com a entrada em novas companhias seguradoras e a exportação do know-how, nomeadamente para Angola e Moçambique, onde já se deram início a parcerias estratégicas.

O investimento em Tecnologias da Informação e em alguns negócios a montante será uma linha a seguir ao longo do próximo biénio.

Scroll to Top

Esta página utiliza cookies. Ao continuar a navegar nesta página o utilizador concorda com a utilização de cookies. Poderá eliminar ou bloquear os cookies alterando a configuração no seu navegador de internet. Para mais informações consulte a nossa​ Política de Privacidade.